Postado por
Saúde e cilcismo

Não é novidade para ninguém que o ciclismo é uma prática bastante saudável tanto para o corpo quanto para a mente e esses benefícios não se restringem somente a uma determinada faixa etária onde seja criança, adulto ou na terceira idade, andar de bicicleta só tende a agregar benefícios e vantagens à vida de quem adere a esse tipo de atividade.

Nesse momento em particular iremos abordar o ciclismo na terceira idade, onde sabe-se que as pessoas com mais idade precisam constantemente de uma maneira saudável e segura de estar realizando alguma atividade física.

Com o passar dos anos, o condicionamento físico do ser humano tende a se tornar mais frágil, ocorre uma redução de massa muscular e com isso a carência inadiável de encontrar alguma atividade física que possibilite a restauração da força sem comprometer as articulações acaba se tornando algo fundamental.

Dessa forma, o ciclismo na terceira idade com certeza é uma excelente alternativa para estar resolvendo essa debilidade temporal do corpo pois é uma prática completa e que proporciona vários benefícios para a saúde.

É fácil perceber o quanto a bicicleta pode contribuir para que os idosos mantenham-se ativos e participativos. A explicação está, principalmente, em dois fatores.

O primeiro deles é a socialização. Ao pedalar, o idoso assume uma nova postura diante da vida. Ao invés de tornar-se mais sedentário e retraído, ele passa a sair, passear, e nessas idas e vindas, conhece pessoas, faz amizades, socializa-se. O segundo fator está relacionado aos benefícios físicos.

Os benefícios à saúde de adultos idosos resultantes da prática do exercício, em especial o ciclismo, são os seguintes: redução da mortalidade em geral, aumento da estabilidade postural, aumento da cognição, menor incapacidade funcional, melhoria da autoimagem, melhoria do sono, aumento do bem-estar psicológico e incentivo para promover outras mudanças no estilo de vida.

 

Benefícios do Ciclismo na Terceira Idade
 

– Diminuição dos Riscos de AVC

 O ciclismo possibilita para a pessoa idosa uma série de benefícios para a sua saúde, onde o maior deles consiste na diminuição dos riscos de Acidente Vascular Cerebral-AVC, pois ao andar de bicicleta ocorrerá uma elevação da frequência cardíaca e também essa prática acaba auxiliando no controle da pressão arterial.

– Redução do Colesterol Ruim

 Outro benefício decorrente da prática do ciclismo é expresso através da redução em níveis significativos do colesterol LDL ou comumente chamado de colesterol ruim. Com essa redução, os vasos sanguíneos irão se manter mais saudáveis e não existirá o risco do surgimento de algumas doenças como a trombose por exemplo.

– Melhoria da Resistência Muscular

 Uma melhoria da resistência muscular também é bastante notada em pessoas da terceira idade que são adeptas do ciclismo e essa evidencia é mais notória em algumas regiões do corpo como coxas, glúteos, panturrilhas e abdômen.

– Aumento da Massa Óssea

 Além disso, essa prática proporciona vantagens para quem sofre de osteoporose uma vez que pedalar contribui também para o aumento da massa óssea.

– Dicas de Ciclismo na Terceira Idade 

É importante para o idoso, que ao iniciar a pedalada ele mantenha uma postura correta na sua bicicleta, pois caso se posicione de forma inclinada para frente quando estiver andando, seus músculos das costas acabam ficando tensionados.

Por isso muita atenção quanto a sua posição na bike durante a prática do ciclismo. Mantenha sempre movimentos regulares das pernas, pois dessa forma fortalecerá a região lombar e consequentemente estará prevenindo o surgimento de hérnia de disco.

Por ser uma prática que estimula o bom funcionamento do sistema imunológico, o ciclismo pode ser uma ótima alternativa para estar evitando infecções e até mesmo o câncer.

Em termos comparativos é como se as células que são responsáveis pela defesa do organismo estivessem inertes e logo após o início das pedaladas elas ativam-se rapidamente.

Outro órgão que também se beneficia com a prática do ciclismo é o cérebro, pois graças a essa atividade sua oxigenação é melhorada e com isso mais hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar são liberados.

Não se sabe ao certo se existe alguma relação, mas foi observada uma diminuição nos níveis de ansiedade em pessoas que praticam atividade física regular, sem contar no aumento evidente dos níveis de endorfinas, noradrenalina e serotonina que resultam na estabilidade mental promovendo assim um sono saudável e reparador.

Esse esporte também promove uma otimização no consumo de oxigênio melhorando assim a frequência cardíaca, o volume sistólico e o débito cardíaco.

Como você pode notar a pratica do ciclismo traz uma infinidade de benefícios para a saúde da pessoa idosa, onde cada região do corpo é agraciada com alguma vantagem proporcionada por essa atividade.

Mas não é só isso, o que muitas pessoas não sabem é que o ciclismo também ajuda a retardar certos efeitos do envelhecimento como a diminuição da estatura e flexibilidade por exemplo.

Geralmente nessa idade a noção de equilíbrio se torna um sério problema, no entanto, com a prática do ciclismo é possível notar um melhoramento desse quesito, sendo portanto, caracterizado como mais uma vantagem disponibilizada para aqueles que são adeptos do ciclismo.

Em termos de sociabilização, andar de bicicleta também acaba se tornando um incentivo para que a pessoa idosa procure interagir mais com as pessoas a sua volta, seja convidando para passeios ou até mesmo competições.

Com isso a diminuição do isolamento social que tende a ser comum nessa idade, acaba ocorrendo de forma satisfatória e esse fator muitas vezes tem até se tornado uma ótima opção para combater a depressão.

No que diz respeito a segurança física da pessoa idosa ou até mesmo de qualquer pessoas que esteja iniciando a pratica do ciclismo, é importante ressaltar a necessidade de estar submetendo-se a uma avaliação física para que alguns pontos como o biótipo, as restrições de saúde e as necessidades de cada um, possam ser analisadas por profissionais especializados.

É necessário também que haja um cuidado todo especial no que diz respeito a utilização dos equipamentos de segurança por parte da pessoa idosa, sendo de fundamental importância o uso de acessórios de proteção como capacetes, joelheiras e cotoveleiras para que dessa forma esteja evitando que possíveis quedas causem sérios danos a saúde física da pessoa idosa.

É preciso conhecer bem os seus limites e nunca procurar aguentar mais do que o seu corpo consegue suportar, por maior ou melhor que sejam os benefícios daquela determinada atividade.

Faça sempre uma atividade física, seja o ciclismo ou qualquer outra atividade respeitando os seus limites, pois dessa forma com certeza você obterá bons resultados.

Agora se o idoso não souber andar de bicicleta, nunca é tarde para aprender não é verdade? Mas uma boa alternativa para estar ensinando ele a andar de início com segurança é através da bicicleta ergométrica. Esta pode ser usada para dar as instruções iniciais ao idoso e depois quando ele estiver mais entendido no assunto pode-se pensar no caso da mudança da bicicleta ergométrica para uma bike comum.

A hidratação é outro ponto fundamental e que merece atenção nessa fase da vida ainda mais quando se envolve o ciclismo.

Por isso estar munido de garrafas de água para estar se hidratando durante o trajeto é uma dica importante, pois por natureza o organismo da pessoa da terceira idade tende a apresentar um nível de liquido corporal em níveis bem menores do que o organismo de uma criança ou adulto por exemplo, então a hidratação se faz bastante necessária pra aqueles que são adeptos do ciclismo e por essa razão não se pode deixar esse detalhe de lado.

Para os idosos que estão iniciado nessa prática assim como para aqueles que já estão na ativa a algum tempo recomenda-se a realização dessa atividade em locais de pouca movimentação de pedestres e com trafego de veículos menos intenso.

O ideal no caso é que você passe bem longe de rodovias para evitar os perigos inerentes dessa pratica nesses locais uma vez que ao apresentar determinadas limitações no campo sensorial e motor, como é o caso da pessoa da terceira idade, o viável então é não arriscar e pedalar somente por locais tranquilos e sem muito trânsito e todo estresse que a ele geralmente é associado.

Caso você opte pelo ciclismo indoor, que é uma modalidade de ciclismo comumente praticada para pessoas nessa fase da vida, é necessário que mantenha um ritmo constante porém desacelerado para evitar problemas como falta de ar ou coisa do tipo logo no início das pedaladas.

Além de todas essas dicas, você que é idoso e quer iniciar nessa atividade, não esqueça de também aliar essa prática com hábitos de vida saudáveis, realizando uma alimentação balanceada, com alimentos que agregarão valores nutricionais a sua dieta e principalmente que lhe fornecerão energia suficiente para encarar as pedaladas no seu dia a dia.

Também sempre que possível procure um auxílio profissional até mesmo para se certificar que está executando os exercícios da maneira adequada.

Por fim, como você pode ter percebido, o ciclismo é uma prática que, aliada a outros fatores como, uma boa alimentação, uma hidratação adequada e acompanhamento médico, traz inúmeros benefícios para a terceira idade e essa prática com certeza é a melhor garantia para se adquirir a longevidade com qualidade de vida.

 

 

Pedalar prolonga a vida, diz estudo